sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Moda e Adornos

Olhando o que rola nas comunidades de moda masculina no orkut, percebi algumas dúvidas em relação a adornos de corpo, principalmente piercings e afins. Resolvi falar um pouco sobre eles. Acredito que uma tatoo, um brinco ou mesmo um piercing não fazem mal a ninguém , só é sempre importante tomar alguns cuidados com os exageros e claro adequar seu uso as ocasiões e estilos de vida.
Tatoo
A tatuagem (também referida como tattoo na sua forma em inglês) ou dermopigmentação ("dermo" = pele / "pigmentação" ato de pigmentar, ou colorir) é uma das formas de modificação do corpo mais conhecidas e cultuadas do mundo. O termo tatuagem, pelo francês tatouage e, por sua vez, do inglês tattoo, tem sua origem em línguas polinésias (taitiano) na palavra tatau, e supõe-se que todos os povos circunvizinhos ao Oceano Pacífico possuíam a tradição da tatuagem além das dos Mares do Sul.
No Brasil, a tatuagem elétrica é uma arte muito recente, surgiu em meados dos anos 60 na cidade portuária de Santos e foi introduzida pelo dinamarquês "Knud Harld Likke Gregersen" também conhecido como Lucky Tattoo, que teve sua loja nas proximidades do cais, onde na época era a zona de boemia e prostituição da cidade de Santos

Brincos
O uso de brincos entre os homens era comum na Pérsia e na Grécia antiga, como pode ser observado nas ruínas de pinturas e estátuas da Antiguidade. Piratas também são freqüentemente associados ao uso de brinco. Os índios também usavam (e usam ainda) o brinco como adorno.

PIERCING
Pelos historiadores o body piercing vem sendo praticado há mais de 5000 anos, sempre usado como uma expressão pessoal, ritual espiritual, como uma distinção de realeza pelos faraós, até virar moda. Começou nas primeiras tribos e clãs mais antigos. Nas tribos da América do sul, África, Indonésia, nas castas religiosas da Índia, e pelos soldados de Roma. Depois se espalhou pela classe média e aristocracia dos séculos 18 e 19.
Na década de 60 e 70 foi adotado e trazido pelos hippies americanos que visitaram a India. Em 90 cresceu com os Punks, skinheads fascista, para expressar anarquismo e rebeldia. Daí o que era subversivo, drogado, bandido, virou moda, ligando o primitivo com o moderno.

Partes do corpo e sua origem:
Nas orelhas - Os Romanos associavam à riqueza e luxúria. Nas tribos Sul-Americanas e Africanas faziam quanto maior, maior seria o status social.
Nariz - O nostril (aba do nariz) originou na Índia, sendo adotado em 90 pelos Punks e outras culturas.
No umbigo - Vem do antigo Egito onde apenas os Faraós e nobres os recebiam em rituais pagãos. Representa a exposição do corpo, área sexual.
Nos lábios - Nos templos Astecas e Maias, os sacerdotes faziam piercings em suas línguas como parte de uma ritual de comunicação com os deuses. Tornou-se popular também o piercing no lábio superior imitando uma pinta, no canto dos lábios, chamado de “Madonna”.

Um comentário:

alexandre disse...

Oi
Fiz tatoo quando era mais jovem, hoje não faria...
Abs
Alexandre Taleb